28 de março de 2014

A solidariedade corre em minhas veias!

A história de vida de Thaís Laurindo da Silva, de 19 anos, de Laguna, é daquelas de tocar o coração da gente. Portadora de leucemia, ela não perde a esperança, tudo porque os amigos resolveram realizar uma campanha para doação de sangue, impulsionados pelo espírito da solidariedade em prol de uma linda e emocionante causa social, respeitando as diferenças e sem preconceitos.


O drama de Thaís iniciou quando a moça precisou se submeter a uma cirurgia para a retirada do apêndice. O médico percebeu que o exame de sangue estava alterado. Depois de tomografias, foi descoberta que ela tinha leucemiaA jovem começou a realizar o tratamento em Criciúma. De acordo com o pai, o servidor público Edson da Silva, Thaís já passou por quimio e radioterapia. “Ela tinha um câncer que não precisaria de um transplante e que chegou a regredir. Mas o câncer voltou mais forte”, conta o pai. 
Thaís chegou a prestar vestibular e entrar na faculdade de Administração, mas precisou trancar o curso. Portadora de leucemia, a jovem há três anos vive uma rotina entre hospitais, exames, viagens e emociona a todos com sua alegria e disposição, demonstrando amor à vida e solidariedade ao próximo. "Fui diagnosticada com Leucemia Linfócita Aguda, em junho de 2011, na realização de uma cirurgia de retirada de apêndice em Tubarão e em seguida fui encaminhada para tratamento em Criciúma, no Hospital São José. Foi muito difícil todo o tratamento, cheio de exames dolorosos, restrições alimentares e contato com as pessoas, devido a imunidade baixa. Fiz 8 meses de quimioterapia intensiva e quando completei 1 ano de tratamento, tive a oportunidade de voltar a rotina normal. Entrei em manutenção, usando apenas quimioterapia oral, iniciei a faculdade com autorização do médico", comenta Thaís. Após completar dois anos de tratamento, sem nenhum indício da doença, o tratamento havia acabado. 
"Fiquei 1 mês e 15 dias sem nenhuma medicação, quando a doença recaiu no sistema nervoso central , me deixando estrábica, com visão dupla e com fortes dores de cabeça. O diagnóstico foi  LLA (com infiltração leucêmica no sistema nervoso central). Dei início a um novo tratamento, em julho de 2013. Nesse período, tive que fazer novas quimioterapias, mais fortes e intensas. Em janeiro desse ano, mesmo utilizando um tratamento mais rigoroso e intensivo, a doença se mostrou resistente, aparecendo novamente no sistema nervoso. Tive que cancelar todo o tratamento e começar um novo, se o câncer volta em menos de 18 meses é indicação de transplante, então vou precisar de transplante. Como já havia feito teste de compatibilidade anteriormente, minha única irmã, Maiza Laurindo da Silva, 10 anos, se mostrou 100% compatível. Hoje estou tentando vaga para o transplante de medula óssea em Curitiba no hospital N.S. das Graças. 
Foram com esses sentimentos, que amigos e familiares resolveram iniciar uma campanha na cidade e região, pedindo doações de sangue a Thaís, que em breve, deve se submeter a um transplante de medula. Ela necessita de constantes transfusões e é necessário repor as bolsas utilizadas no banco de sangue do Hemosc. A jovem já passou por quimio e radioterapia, e apesar de toda a rotina dos tratamentos, mantém a alegria e bom humor, impressionando até mesmo os médicos. Em sua página pessoal na rede social, Thaís demonstra a importância da solidariedade numa frase, "Os remédios curam as doenças do corpo, mas o amor cura as doenças da alma"As pessoas interessadas em ajudar, devem procurar o Hemosc mais próximo e no momento da doação, apresentar o código 1065664. Independente de tipo sanguíneo qualquer pessoa pode fazer sua doação. O sangue da paciente é O+. Foram confeccionadas camisetas da campanha, para serem vendidas e auxiliar nos gastos com o tratamento, hospedagem e alimentação. As camisetas custam R$ 25,00. "A nossa campanha tem o objetivo de promover um movimento de toda sociedade para a doação de sangue, independente do tipo sanguíneo. Pedimos também o apoio das empresas para produzirmos mais camisetas".


Para COMPRAR a camiseta e AJUDAR a Thaís basta entrar em contato com Romulo Camilo através do e-mail: romulo_camillo@hotmail.com ou telefone 9608-1889.
No Facebook foi criada uma página com o nome, "A solidariedade corre em suas veias", solicitando apoio à campanha, fotos e o andamento do tratamento de Thaís. Thaís viaja essa semana para Curitiba onde aguardará o transplante de medula de sua irmã Maísa que é 100% compatível.
Para isso estamos precisando com urgência de um lugar para a família ficar, pois com as vendas das camisetas o grupo “a solidariedade corre em suas veias” financiará gastos extras como combustível, alimentação, medicamentos, entre outros. Eu já comprei a minha e gostaria muito de pedir a ajuda de vocês!


"Os remédios curam as doenças do corpo, mas o amor cura as doenças da alma" (Thaís)

Tem gente que não sabe, mas doar sangue é um imenso ato de carinho. Não é só a Thaís que você pode ajudar, é muito mais gente! Encontrei esse vídeo na internet e resolvi compartilhar aqui com vocês. 
É LINDO demais:


Beijos de SOLIDARIEDADE!

2 comentários:

  1. Parabéns pela iniciativa Ana!
    Adorei o post! Beijinhos Gata!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou!
      Fico muito feliz, viu?

      Beijo!
      Ana Lia.

      Excluir

Copyright © 2014 | Blog Poderosa de Rosa • ANA LIA CARNEIRO BETTIOL